Educação para a Sustentabilidade

Disseminando a permacultura para crianças da rede pública de ensino

Desde 2009, por meio do Programa de Responsabilidade Social da CAESB, o Ipoema realiza o projeto Educação para Sustentabilidade com escolas da rede pública de ensino. O projeto começou em uma parceria com o Jardim Botânico de Brasília (JBB) e hoje é realizado na Chácara Asa Branca e em espaços escolares, fazendo parte do programa de Turismo Ecopedagógico do Centro de Permacultura Asa Branca.

Em 2009, realizamos o projeto “Educação para Sustentabilidade no JBB”. Em 2010, ainda em parceria com o JBB, foi realizado o Projeto “Consolidando a Educação para a Sustentabilidade no Jardim Botânico de Brasília”. E, finalmente, em 2011, ainda com recurso do mesmo edital, está sendo realizado o projeto “Inclusão social em processos de educação para a sustentabilidade por meio da permacultura: Educando para o Futuro”.

Apesar de distintos nomes, trata-se de um processo contínuo. Veja abaixo o histórico do projeto:

 
2009

Em 2009 o foco foi a construção de uma Unidade Demonstrativa de Permacultura na área de Educação Ambiental do JBB e capacitação de aproximadamente 100 pessoas em oficinas, de 8 horas cada, com os seguintes temas: Bioconstrução, Sistemas Agroflorestais e Manejo Sustentável de Águas. Além do Curso de 52 horas sobre Permacultura, envolvendo 32 pessoas. Participaram das atividades do Projeto, grupos organizados de São Sebastião e pessoas de mais de 20 instituições que desenvolvem projetos socioambientais na região do Distrito Federal.

Também foram realizadas as Aulas ao Ar Livre na Área de Educação Ambiental do JBB, com atividades práticas de bioconstrução e plantio, além de jogos e atividades de sensibilização com a Natureza. Cerca de 600 crianças e jovens de escolas da rede pública foram beneficiadas. Durante os fins de semana, ocorreram oficinas diversas envolvendo 206 pessoas (entre crianças e jovens) com participação expressiva da comunidade de São Sebastião e de escolas públicas do DF.

Temos como objetivo buscar neutralizar a pegada ecológica. Com este fim, foi plantada uma árvore por participante, totalizando 1600 plantios de mudas nativas na área do JBB.

2010

 Em 2010, com a Unidade Demonstrativa finalizada, foi realizada a Consolidação da Proposta Educativa. Desta vez com a participação freqüente da Escola Classe Jardim Botânico (ECJB) – com aproximadamente 550 alunos. Todas as turmas da ECJB participaram das Aulas Ao Ar Livre na Chácara Asa Branca, sendo que as 4a séries da educação integral foram para Chácara 1 vez por semana durante os meses de projeto. Além disso, foi realizado um Mini Curso (12 horas) de Permacultura nas dependências da escola, envolvendo professores, funcionários e pais de alunos. Concomitante ao mini curso foram construídos na escola alguns elementos permaculturais como: horta mandala, espiral de ervas, composteira, tanque para armazenar água da chuva e uma pracinha com bancos de superadobe.

Na Unidade Demonstrativa (UD), foram realizadas atividades de sensibilização e Educação Ambiental com outras escolas da Rede Pública, envolvendo aproximadamente 400 pessoas, entre crianças e jovens. Tivemos o apoio do Instituto Amigos do Vôlei nesta etapa do Projeto. Também na UD, aconteceram as Oficinas Ambientais, envolvendo 120 crianças e jovens. Ao final foram plantadas 1000 mudas com a finalidade de minimizar o impacto causado pelo deslocamento dos ônibus!

2011

Agora em 2011, já na terceira edição do Projeto, o objetivo foi trabalhar com a inclusão e a continuidade. Por isso, decidimos trabalhar com menos escolas, porém de maneira contínua! Mais uma vez, uma das escolas beneficiadas foi a ECJB, todas as turmas da escola participam e semanalmente, três turmas de 4a série da Educação Integral freqüentam as Aulas ao Ar Livre na Chácara Asa Branca.

Está prevista a realização de um mini curso voltado para educadores com o Tema da Educação para Sustentabilidade, onde será lançado o Manual de Educação para Sustentabilidade com sugestões de atividades a serem realizadas na área escolar. Além da construção da Rede de Educação para Sustentabilidade, expandida da ECJB para outras 3 escolas da Região Administrativa de São Sebastião.