Agrofloresta

Um Sistema Agroflorestal, comumente chamado pela abreviação ‘SAF’, é uma forma de uso da terra na qual se resgata a forma ancestral de cultivo, combinando espécies arbóreas lenhosas como frutíferas ou madeireiras com cultivos agrícolas e/ou animais. Essa combinação pode ser feita de forma simultânea ou em seqüência temporal, trazendo benefícios econômicos e ecológicos.

Agrofloresta é um sistema ancestral de uso da terra que vem sendo praticado por milhares de anos por agricultores de todo o mundo. No entanto, nos anos mais recentes, também têm sido desenvolvida como uma ciência que se compromete a ajudar agricultores a incrementar produtividade, rentabilidade e sustentabilidade em suas terras.

A Agrofloresta é um sistema de produção que imita o que a natureza faz normalmente, com o solo sempre coberto pela vegetação, muitos tipos de plantas juntas, umas ajudandos as outras, sem problemas com “pragas” ou “doenças”, dispensando o uso de venenos. Nos Sistemas Agroflorestais, encontramos uma mistura de culturas anuais, árvores perenes e frutíferas e leguminosas, além de criação de animais e a própria familia de agricultores, em uma mesma área.

O principal objetivo no desenho e implantação de um SAF é a intensificação dos mecanismos ecológicos das florestas, e no caso do trópicos úmidos, as agroflorestas sucessionais parecem ser o modelo mais apropriado na tomada de decisões com relação ao cultivo da terra. O IPOEMA tem como uma de suas principais tecnologias em produção alimentar o modelo das Agroflorestas Sucessionais, proposto pelo suíço Ernst Gõtsch.